sábado, 31 de outubro de 2015

O Ataque a base naval americana em Pearl Harbor – 1941

Bom dia Capitães, aqui é FredyPanzer. Que tal um pouco de história nas nossas jogatinas ham?
Estou aqui pra trazer a vocês artigos referente a história naval de décadas atrás, para variar um pouquinho afinal né as postagens por aqui.
Pearl Harbor, este será meu primeiro artigo a ser tratado no Blog, aproveitem.





Um dos momentos mais importantes na história militar contemporânea, o ataque das forças imperiais japonesas a base naval americana de Pearl Harbor que cominou com a entrada dos Estados Unidos da América na Segunda Guerra Mundial no lado dos aliados.

Antecedentes.

Para entendermos o motivo do ataque vamos precisar voltar um pouco no tempo, mais ou menos no final dos anos de 1800, a Restauração Meiji, que foi o período de grande mudança no Japão e de grande expansão em sua economia, política e no militarismo do país. E com esta grande expansão desses setores dentro do país, vem a necessidade de matérias primas para que se possa mais e mais expandir seu desenvolvimento interno, a partir desse ponto o Japão começa a voltar seus olhos à reserva de matérias primas e então começa as primeiras “aventuras militares” externas.
Começando em 1894 o Japão tomou o controle da Ilha de Formosa da China, em 1905 com a vitória na Guerra contra a Rússia (vejam a batalha de Tsushima) o Japão ganhou territórios da China e a península da Coréia.
Começando a voltar seus olhos os recursos naturais de outros territórios mais ao sul do pacífico, O Japão, começa a provocar um poderoso rival, os Estados Unidos da América. Tendo negócios na China e outros países do pacífico, tendo também algumas colônias no pacífico, os americanos começaram a ficar incomodados com a postura extremamente ofensiva do império do Japão e começam a trabalhar para tentar barrar essa ânsia pelos recursos naturais que o Japão vem demonstrando. Começaram a pressionar o governo japonês de que se eles não recuassem em suas ambições o EUA iriam romper todos os acordos comercias para com o império do Japão. Vendo essa postura do EUA o governo japonês começou a trabalhar em outras alianças para que eles pudessem driblar esse problema, foi ai que eles começaram a conversas com a Alemanha nazista e a Itália fascista e em 1940 o Japão assinada o Pacto Tripartite formando assim a aliança com a Alemanha e Itália que veria ser conhecido como os “países do Eixo”.
Para os EUA isso foi a gota da água e assim os americanos impuseram embargos ao Japão de produtos essenciais para a guerra, metais, borracha e petróleo. O petróleo para o Japão é o mais vital, pois todo o petróleo utilizado pelos japoneses é importado e cerca de 80% desse valor é importado dos EUA.
O Japão só tinha reservas de petróleo para mais um ano ou dois e já vendo que através das vias diplomática não esta indo bem, só uma caminho resta a eles, a guerra.

Preparativos.



Almirante Isoroku Yamamoto foi posto como responsável para criar o plano de ataque a Pearl Harbor. Ele teria como inspiração o ataque inglês à base naval italiana em Taranto, onde 20 aviões torpedeiro bi planos SwordFish destruiu e incapacitou cerca da metade da marinha italiana. Pensando nisso o Ataque a Pearl Harbor deveria ser rápido e devastador para que obrigasse a frota americana do pacífico recuar para a base naval da Califórnia e então abrir o caminho para os japoneses para conquistar as reservas de petróleo das Índias Holandesas bem como criar um perímetro defensivo.
A força de ataque seria composta por três divisões de porta aviões, Kaga, Akagi, Soryu, Hiryu, Shokaku e Zuikaku, tendo 441 aviões, incluindo caças A6M2 Zero, Torpedeiros Type97 Kate e bombardeiros de mergulho Aichi Type 99. Os porta aviões seriam escoltados por nove encouraçados, três cruzadores e dois contratorpedeiros, para complementar a força de ataque tinha a disposição seis mini-submarinos.






Do lado americano eles jamais estavam esperando um ataque à base de Pearl Harbor, já que ficavam milhares de quilômetro da base japonesa mais próxima. Mas o serviço secreto americano estava suspeitando de algum movimento japonês para aquele lado do globo, mas ainda não tinha certeza de fato. Mesmo usando máquinas decodificadoras códigos navais eles não souberam dizer ao certo qual seria o próximo passo dos japoneses.
Em Pearl Harbor o clima era tranqüilo, já que os americanos estavam confiantes de que seria impensável um ataque a base. Nas marinas os encouraçados estavam postos próximos formando a famosa “Battleship Row” (o corredor dos encouraçados se não estou enganado), nos aeroportos todos os aviões estavam amontoados pertos um do outros, eles estavam mais preocupados com sabotagem do que um ataque direto.





O Ataque.

TORA TORA TORA (TIGRE TIGRE TIGRE em japonês), esta foi às palavras ditas pelo líder do esquadrão de ataque às 07h53min da manhã, no dia 07/12/1941, dando início ao maior ataque aéreo naval da história.


O ataque foi realizado em duas vagas, a primeira foi levada a cabo por 186 aviões torpedeiros e mais a quantidade de escoltas, esse valor não consegui encontrar, eles aproveitaram o efeito surpresa realizaram os ataques nos navios ancorados totalmente desavisados. A segunda vaga era composta por 168 bombardeiros de mergulhos que focaram os campos de pouso Belloes e da ilha Ford, e uma base aérea naval no meio de Pearl Harbor, o resultado foi à completa destruição dessas bases. A força de oposição foi alguns poucos P-36s e P-40s que conseguiram decolar e de fogo antiaéreo naval.


Resultado.



O lado japonês perdeu 29 aviões dos 441 decolados e cinco mini submarinos. Cerca de quase 100 mortes.

O lado americano perdeu:
·         O encouraçado Arizona explodiu, levando mais de 1000 vidas
·      O encouraçado Oklahoma emborcou, deixando apenas pequena parte do casco acima da linha de água
·    O encouraçado Califórnia afundou, ficando parte das suas baterias principais acima da linha de água
·         O encouraçado Nevada encalhou, sofrendo danos severos
·         O encouraçado West Virginia afundou
·     O encouraçado Maryland sofreu danos moderados, sem necessidade de reparos em doca seca
·      O encouraçado Tennessee sofreu danos moderados, exceto na ponte de comando, onde os danos foram severos
·    O encouraçado Pennsylvania, atingido nas docas secas, sofreu danos sérios, porém não de natureza vital
·         O encouraçado Utah, usado como navio alvo, emborcou
·   Os cruzadores Leves ReleighHelena e Honolulu foram danificados moderadamente
·   Os contratorpedeiros CassinDowness e Shaw foram seriamente danificados
·         O navio de reparos Vestal foi intencionalmente encalhado para prevenir afundamento
·        O porta-hidroaviões Curtiss foi severamente danificado por choque com um avião e por uma bomba de 500 kg
·          O lança-minas Oglala emborcou.



Como podemos ver o ataque a Pearl Harbor foi muito bem sucedido, mas não foi uma vitória perfeita, pois felizmente para os americanos, os porta aviões Enterprise, Yorktown e Hornet não estavam presentes durante o ataque, os Japoneses não atacaram também a base de submarinos e as reservas de petróleo que ali estavam na ilhas, que mais tarde seria vital para o esforço de guerra dos americanos.


Era previsto uma terceira vaga de ataque a Pearl Harbor, mas não foi realizado por vários motivos. Um dos motivos mais aceitos foi que já que as duas vagas iniciais foram muito bem sucedidas não haveria necessidade de uma terceira, também os japoneses não teriam mais o fator surpresa o que poderia aumentar as baixas e esses aviões seria muito necessário para a "Blitzkrieg" naval que o Japão planejava fazer.
Um dia após o ataque a Pearl Harbor o então presidente dos EUA Franklin Delano Roosevelt vai ao senado e durante seu discurso ele fala a famosa frase: “07 de dezembro 1941, um dia em que ficará na infâmia”. E então, pediu ao congresso a declaro de estado de Guerra contra o Japão.



Uma observação galera se alguém quer se aprofundar nesse assunto e ter uma melhor noção de como foi o ataque a vários vídeos e documentários no Youtube, não tenho os links agora mas quem quiser algum outros material, basta pedir a mim. Indico para que assistem os filmes Tora Tora Tora (1970) e Pearl Harbor (2001), ignore o romance clichê e vão direto pro meio do filme que é a parte interessante do ataque. Ok?

Mas aí está meu primeiro artigo galera, espero que gostem.


Dispensados


FredyPanzer o7